acesso gratis

Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://joaosezures.blogs.sapo.pt

<div align=center><a href='https://contador.s12.com.br'><img src='https://contador.s12.com.br/img-103A7b0BAyba481z-24.gif' border='0' alt='acesso gratis'></a><script type='text/javascript'

http://joaosezures.blogs.sapo.pt

<div align=center><a href='https://contador.s12.com.br'><img src='https://contador.s12.com.br/img-103A7b0BAyba481z-24.gif' border='0' alt='acesso gratis'></a><script type='text/javascript'

13
Jul21

Momento de Poesia

Alegria

As Cartas

 

Cartas são papeis

Por vezes bem cruéis

Que amachucam o coração

São cruéis como punhais;

Ferindo os pobres mortais

Não têm dó nem compaixão.

 

Também as há com perfume

Mas queimam como o lume

A nossa sensibilidade;

Prometem amor eterno

Mas transformam num inferno

A nossa felicidade.

 

Cartas de diferentes formatos

Que são puros retratos

Da nossa vida austera;

Depositadas no correio

Ou entregues por outro meio

Estão ali à nossa espera.

 

Cartas bem fechadas

Com mil palavras abafadas

O velho baú ali guardou;

Correspondência dos tempos

Que lembram os bons momentos

Que entre nós se passou.

 

Cartas são recordações

De alegrias e paixões

Que a nossa infância viveu;

São alegres melodias

Que tocamos todos os dias

Em que o nosso amor viveu.

 

Autor: João (Alegria) Rodrigues

 

Coração  de pedra

 

Quem me dera poder sentir

O bater forte do teu coração;

Viver com esperança e sorrir

Ter na vida uma ilusão.

 

Ser água  cristalina a correr

Pelo teu corpo abundantemente;

Sentir o efeito do prazer

A viajar na minha mente.

 

Passear pelo teu corpo

Como que em peregrinação;

Pelo caminho de algum horto

Sentir-me como um hortelão.

 

Sentir teu corpo a vibrar

Como que a chamar por mim;

E quando à  noite me deitar

Sentir o teu carinho sem fim.

 

 

 

 

 

 

Viver a teu lado com firmeza

Pensando na nossa felicidade;

Disfrutando a tua beleza

Ter de ti toda a bondade.

 

Eternamente enamorado

Como do romance é o escritor;

Viver sempre por ti apaixonado

Dedicando-te um grande amor.

 

Se tu soubesses quanto é duro

Viver sem sentir de ti o amor;

É  como que não  ter futuro

Vivendo prisioneiro duma dor.

 

Coração de pedra tosca do monte

Que não deu para lapidar;

Sem caminho ou horizonte

Porque não te deixas amar.

 

Autor: João Alegria Rodrigues

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Favoritos

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2007
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2006
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D