acesso gratis

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://joaosezures.blogs.sapo.pt

<div align=center><a href='https://contador.s12.com.br'><img src='https://contador.s12.com.br/img-103A7b0BAyba481z-24.gif' border='0' alt='acesso gratis'></a><script type='text/javascript'

http://joaosezures.blogs.sapo.pt

<div align=center><a href='https://contador.s12.com.br'><img src='https://contador.s12.com.br/img-103A7b0BAyba481z-24.gif' border='0' alt='acesso gratis'></a><script type='text/javascript'

29
Nov23

Momento de Poesia

Alegria

 

Viajando por Portugal 5

 

 E depois de (ENDIABRADA)

A (MARIA VINAGRE) gritou

Diga que já não estou

Para (GARANHÃO) que vier

Depois de passar (NECESSIDADES)

Fiquei com muitas vaidades

De ter nome de mulher.

 

Depois de passar (PORTAGEM)

A (BEXIGA) ficou cheia

E não fazem a mínima ideia

Como ficaram (COLHÕES)

Vendo (VALE DA RATA) ali

E (PORREIRAS) como eu vi

Em (RANHOLAS) mulherões.

 

 Também passei (VAL DA PORCA)

E (VENDA DO PORCO) visitei

Mas outras terras encontrei

Com nomes muito especiais

A (VENDA DA PORCA) também

E (RIO SECO DOS MARMELOS) além

São lugares com nomes tais.

 

 Passei a (ALDEIA DOS GAGOS)

(A-DA-GORDA) encontrei

E em (CAMA DA PORCA) descansei.

Encontrei a (FILHA BOA) mais além

Encontre (PAUS) fartos por todo o lado

E (PENSO) que depois de cansado

Vou ficar por aqui muito bem.

 

Viajando por Portugal 6

 

Passei por (HOSPICIOS)

Depois de (TORREDEITA) e (RATO)

E digo com muito aparato

Que (PUNHETE) é especial

Mesmo para quem não tem

Possibilidades de viver além

Nessa aldeia de Portugal.

 

 Em (VENDA DAS RAPARIGAS)

Eu (DAREI) sorrisos belos

Mas outros lugares vamos tê-los

Em (JADÃO) eu fui passar

De (TORREDEITA), vi (RATO)

E depois de fazer um trato

Por lá não voltei a andar.

 

Fui à (TERRA DA GAJA)

Para ver se ali dormia

E uma (ALIVIADA) nesse dia

Disse que (COITO) e (COLO DO PITO)

Por serem bons lugares

E terem muito bons ares

Seria muito mais bonito.

 

 Encontrei pessoas (PORREIRAS)

Que me disseram com lealdade

Haver (QUARTOS) à vontade

Com (ANAIS) da nossa história

E com a cabeça em brasa

Fiquei ali naquela casa

De tão boa memória.

 

 

 

29
Nov23

Momento de Poesia

Alegria

Viajando por Portugal 3

 

 

Visitei (CASAL DA ÁGUA TODO ANO)

E vi em (CATRAIA DO BURACO)

(DEGOLADOS) em grande aparato

Estavam (MATA CÃES) e (MATA MOUROS)

Que o (PAI TORTO) por (PAIXÃO)

Em (CEPOS) os foi deixar no chão

Como se fossem tesouros.

 

Vi (FOCINHO DE CÃO)

Aguçado como um punhal

E tão grande que como tal

Eu fui para outro lugar,

Para poder andar tranquilo

Deixei para trás tudo aquilo

E a (VAL DOS MORTOS) fui parar.

 

Dali vi o (CEMITÉRIO)

E (VERGAS) de (PONTA) afiada

Pois (VENDA DOS PRETOS) estava fechada

Porque (VINHA DA DESGRAÇA)

Foi (PRESA DOS MOUROS) na (QUARTA FEIRA)

Por ter deixado a (QUEIJADA) na tosteira

Em (RONDULHA) abandonada.

 

Em (PONTA) encontrei (AMOR)

Mas logo (CABRÃO) apareceu rindo

E (CABRÕES) também iam vindo

Mas (ÀS DEZ) em (CAMA DA VACA)

(CABEÇUDOS) eles ficaram

E depois que acordaram

Todos eles iam fugindo.

Viajando por Portugal 4

 

 

No (IMAGINÁRIO) da (POBREZA)

Em (CASAIS DO NÃO HÁ) (NAMORADOS)

Porque (MALHOU) nos sobrados

E em tempo (PASSADO)

Fez um grande (CHIQUEIRO)

Por ter sido o primeiro

A ficar com (PÉS ESCALDADOS)

 

 Fui a (CASAL DE MIL HOMENS)

E encontrei (MUNDO NOVO)

Porque não havia nenhum povo

Em (CASAIS DA BESTEIRA)

E (MATA MOUROS) foi a primeira

A contar com os (BARBUDOS)

Na (BICHA) da (BAGACEIRA)

 

 Depois de passar pela (VAGINHA)

A (VENDA DA GAITA) apareceu

E na (VENDA DAS PULGAS) tudo aconteceu

E com (CRUCIFIXO) fui ao (PURGATÓRIO)

Porque em (VILAR DE PRAZERES) estaria

A (CAMPA DO PRETO) onde se fazia

Constantemente um velório.

 

 Então os (BARBUDOS) lá da terra

Em (JERUSALÉM DO ROMEU)

Todos eles e também eu

Juraram com um grande manifesto

Parar com esta grande confusão

De nomes porque senão…

Interessa (DEIXA-O-RESTO)

 

 

 

 

 

 

27
Nov23

Momento de Poesia

Alegria

Viajando por Portugal 2

 

Passei (SARILHOS GRANDES)

E (CARNE ASSADA) encontrei

E então ali mesmo apreciei

O (RABO DE PORCO) especial

Mas surge então a (PREGUIÇA)

E com pensamento na (LAGARTIXA)

Ali mesmo descansei.

 

 Depois de (ARROTA)

(PEDAÇO MAU) me espera

Mas uma simples quimera

Me deixa (COXO) em (RIO CABRÃO)

Mas (SARILHOS PEQUENOS) encontrei

Então por ali ainda fiquei

Até encontrar (QUINTA DA COMICHÃO).

 

 Encontrei (TERRA DA GAJA)

Mesmo ali com (VAGINHA) ao pé

A (CORNALHEIRA) com o fruto em pé

Que mesmo aqui ou (ALÉM)

Apanhado no (DESERTO)

Ou aqui mesmo tão perto

Sabe sempre muito bem.

 

 O (ORELHUDO), (MAL LAVADO)

E mesmo muito (PORCA)

A (PICHA) quase morta

Vem de (VILA NOVA DO COITO)

Vendo a (RATOEIRA) armada

Nunca pensa em mais nada

Sejas duas ou vinte e oito.

 

 Continua...

27
Nov23

Momento de Poesia

Alegria

Viajando por Portugal 1

 

 Pensei em um dia em conhecer

As terras do meu país

Que como o povo bem diz

Têm nomes esquisitos

E então nelas encontrei

Nomes que nem sei

Se são assim tão bonitos.

 

 Saí então de (COINA)

E deixei a (BURACA) aberta

E sem morada certa

Seguindo para (REGO DE AZAR)

Encontrei (VACA LOURAS)

Que sem mangedouras

Ali andava a passear.

 

 Fiquei então (A VER O MAR)

Com (AGUÇADOURA) à vista

E tal como um bom artista

Ali fiquei um pouco a olhar

Encontrei ali (ANGÚSTIAS)

Porque tinha (TRASEIROS)

Para poder ultrapassar.

 

 Em (SÍTIO DAS SOLTEIRAS)

Eu vi (MULHER MORTA)

Mesmo a entrada da porta

Vi o (REGO DO AZAR)

Pedi a (SENHORA DO ALIVIO)

Que neste meu martírio

Me pudesse vir salvar.

 

 Continua....

27
Nov23

Momento de Poesia

Alegria

A Musa em férias

 

 Não és a flor olímpica e serena

Que eu vejo em sonhos na amplidão distante;

Não tens as formas ideais de Helena,

As formas da beleza triunfante;

 Não és também a mística açucena,

A alva e pura Beatriz do Dante;

És a artista gentil, a flor morena

Cheia de aroma casto e penetrante.

 Não sei que graça, que esplendor, que arpejo

 

Eu sinto dentro d'alma quando vejo

Teu corpo aéreo, matinal, franzino...

 Faz-me lembrar as vívidas napeias,

E as formas vaporosas das sereias

Rendilhadas num bronze florentino.

 

 Guerra Junqueiro, in 'A Musa em Férias'

 

 

 

27
Nov23

Momento de Poesia

Alegria

As Camarinhas

 

 

Dizem que Santa Isabel,

Rainha de Portugal,

Montando branco corcel,

Percorria o seu pinhal!

 

 

-“Ai do meu Esposo! Dizei!

Dizei-me, robles* reais!

Meu Dinis! Senhor meu Rei!

Em que braços suspirais?!...

 

 

Os robles silenciosos

Do vasto Pinhal do Rei

Responderam receosos

– Não sei!...

 

 

E o pranto da Rainha

Nas suas faces rolava,

Regando a erva daninha

No pobre chão que pisava!

 

 

– “ Ó meu Pinhal sonhador

Que o meu Rei semeou!

Dizei-me do meu Amor

E se por aqui passou...”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os robles silenciosos

Do vasto Pinhal do Rei

Responderam receosos:

– Não sei !...

 

 

Mas cristalizou-se o pranto

Em muitas bagas branquinhas

E transformou-se num manto

De brilhantes camarinhas!...

 

 

Eis que repara a Rainha

Numa casa iluminada...

– “ Quem vela nesta casinha

Numa hora adiantada ?!...”

 

Os robles silenciosos,

Tão tristes que nem eu sei,

Responderam receosos:

– O Rei!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Favoritos

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2024
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2023
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2022
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2007
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2006
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D