acesso gratis

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://joaosezures.blogs.sapo.pt

<div align=center><a href='https://contador.s12.com.br'><img src='https://contador.s12.com.br/img-103A7b0BAyba481z-24.gif' border='0' alt='acesso gratis'></a><script type='text/javascript'

http://joaosezures.blogs.sapo.pt

<div align=center><a href='https://contador.s12.com.br'><img src='https://contador.s12.com.br/img-103A7b0BAyba481z-24.gif' border='0' alt='acesso gratis'></a><script type='text/javascript'

18
Nov14

Email errado

Alegria

Um indivíduo faz o check-in num hotel na Australia. Havia um computador no quarto, por isso pensou enviar um e-mail a mulher. Contudo, ao escrever o endereco engana se, e sem que desse pelo erro, envia o e-mail. Algures em Houston, uma viuva chega a casa do funeral do marido. A viuva decide ir a sua caixa de correio electronico na expectativa de encontrar mensagens de familiares e amigos. Após ler a primeira mensagem, ela desmaia. O filho entra no quarto a correr, encontra a mãe no chão, e repara no ecrã do computador que diz: “Para: Minha querida esposa Assunto: Já cheguei. Data: 15 de Novembro, 2014” Sei que estás admirada por receberes noticias minhas, eles agora tem cá computadores, e permitem que se envie emails aos nossos entes queridos. Acabei de chegar e ja me fizeram o check in. Estou a ver que ja preparam tudo a contar com a tua chegada amanhã.

 Sem mais de momento fico, na expectativa de te ver amanhã! Espero que a tua viagem seja tão sossegada quanto a minha. P.S Esta um calor abrasador cá em baixo! ! !

17
Nov14

Anedotas

Alegria

Uma rapidinha 1.jpg

 

     A Virgindade

A rapariga desesperada, na véspera do casamento, por já não ser virgem, consulta a sua prima mais velha que a atende rapidamente:

-Minha querida, na noite de núpcias, coloca um pouquinho de pólvora na 'Periquita'. Quando vocês começarem o movimento, a pólvora aquece e estoira. Quando ele perguntar o motivo do barulho, dizes que foi a tua virgindade que foi embora!

Atendendo às dicas da prima, fez o combinado, mas ela já tinha dado muito, então caprichou na dose. Na hora da transa, houve uma super explosão. O marido, preocupado, perguntou:

- O que foi isso?- Foi minha virgindade que se foi!

- Mas ela volta? - pergunta ele.

- Porquê? - diz ela.

- É que os meus tomates foram junto!!!!

14
Nov14

Anedotas

Alegria

Numa das escolas problemáticas de Lisboa, onde há alunos de vários estratos sociais, durante uma aula de português, a professora perguntou:

- Qual o significado da palavra ÓBVIO?

Cátia Vanessa, uma das alunas mais aplicadas da classe, sempre muito bem vestida, ar de menina bem, respondeu:

- Senhora professora, hoje acordei bem cedo, ao nascer do sol, depois de uma óptima noite de sono no conforto do meu quarto. Desci a enorme escadaria da minha vivenda e fui à copa onde tomei o pequeno almoço. Depois de deliciar-me com as mais apetitosas iguarias fui até a janela que dá para o jardim. Vi a porta da garagem aberta e que lá se encontrava guardado o FERRARI do meu pai. Pensei cá com os meus botões: - É ÓBVIO que o papá foi trabalhar de Mercedes. 
 

Luis Cláudio, aluno de família classe média, não lhe quis ficar atrás e disse:

- Professora, hoje não dormi nada bem porque o meu colchão é um bocado duro, mas apesar disso ainda consegui dormir . Tinha ligado despertador e por isso acordei a horas. Levantei-me cheio de sono, comi um pão torrada com manteiga e tomei café com leite. Quando saí para a escola vi o Fiat do meu pai parado na garagem. Disse cá pra comigo:

- É ÓBVIO que o pai não devia ter gasolina e foi trabalhar de autocarro.

Embalado na conversa, Washintun Jefersun Júnior, um preto da Cova da Moura, também quis responder: - -Fessora, hoje eu quase num dormi porque houve confusão lá na minha rua, com tiros e tudo. Só acordei de manhã porque tava a morrer de fome, mas num havia nada pra comer lá no meu barraco. Espreitei pela janela e vi a minha vó vestida com a camisola do BENFICA e com o jornal debaixo do braço e pensei:

- É ÓBVIO que ela vai cagá. Num sabe lê.

13
Nov14

Anedotas

Alegria

 Uma professora da 1ª classe, a testar a perspicácia dos seus pequenos alunos:

- Menino Luizinho! O que é que tem 4 patas, bigodes,anda em cima dos telhados, tem uma azeitona na boca e faz miau? - Com uma azeitona na boca? Não faço a mínima ideia, Sra Professora! - Oh menino Luizinho, é um gato! A azeitona na boca é só para complicar!

E a professora continua com o seu interrogatório: - Menino Dioguinho! O que é que tem 2 patas, bico, penas, faz ninhos, tem óculos e faz 'piu-piu'? - Com óculos? Não faço a mínima ideia, Sra Professora! - Oh menino Dioguinho, é um passarinho! Os óculos são só para complicar!

Não satisfeita com os resultados que estava a ter, perguntou ao resto da classe, se algum aluno tinha uma pergunta para lhe fazer, ao que o menino Carlinhos respondeu afirmativamente:

- Sra Professora! O que é que tem ponta redonda e vermelha, estica e encolhe, tem duas bolas por baixo, e as mulheres gostam de pôr na boca? - MENINO CARLINHOS! EU NÃO LHE ADMITO FALTA DE EDUCAÇÃO NA MINHA AULA! JÁ LÁ PARA FORA!

- Calma, Sra Professora! É o baton! As bolas por baixo era só para complicar!

 

07
Nov14

Anedotas

Alegria

Nova versão dos "Lusiadas"

“Canalhíadas"

Canto Primeiro

As sarnas de barões todos inchados Eleitos pela plebe lusitana Que agora se encontram instalados Fazendo o que lhes dá na real gana Nos seus poleiros bem engalanados, Mais do que permite a decência humana, Olvidam-se do quanto proclamaram Em campanhas com que nos enganaram!

Canto Segundo E também as jogadas habilidosas Daqueles tais que foram dilatando Contas bancárias ignominiosas, Do Minho ao Algarve tudo devastando, Guardam para si as coisas valiosas Desprezam quem de fome vai chorando! Gritando levarei, se tiver arte, Esta falta de vergonha a toda a parte!

Canto Terceiro

Falem da crise grega todo o ano! E das aflições que à Europa deram; Calem-se aqueles que por engano Votaram no refugo que elegeram! Que a mim mete-me nojo o peito ufano De crápulas que só enriqueceram Com a prática de trafulhice tanta Que andarem à solta só me espanta..

Canto Quarto

E vós, ninfas do Coura onde eu nado Por quem sempre senti carinho ardente Não me deixeis agora abandonado E concedei engenho à minha mente, De modo a que possa, convosco ao lado, Desmascarar de forma eloquente Aqueles que já têm no seu gene A besta horrível do poder perene!                Luíz Vais Sem Tostões...

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Favoritos

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2007
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2006
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D