Segunda-feira, 29 de Junho de 2015
Anedotas

                                       Prenda de Anos

 

           Um dia certo estudante veio à capital e para presentear a sua noiva, entrou num grande armazém de utilidades, onde adquiriu um belíssimo par de luvas em pele.

Como a hora era de muito movimento, na secção de embrulhos, a empregada que o atendeu, enganou-se e ao dar-lhe o pacote que continha as luvas, deu-lhe um que continha umas cuequinhas de senhora.

           O estudante enviou a encomenda à qual juntou o seguinte bilhete:

 

               - Minha querida:

                

           Sabendo que amnhã fazes anos, quis presentear-te fazendo-te uma pequena surpresa, muito embora saiba que não gostas de usar o que te envio. Pois fica sabendo que é o que mais se usa aqui, estando eu farto de as ver às senhoras de todas as idades. Quanto eu gostaria de que ao receberes esta carta, me encontra-se junto a ti para te ajudar a calçá-las e ver como te ficavam.

           Hesitei muito quanto à cor, mas a empregada que mas vendeu garantiu-me que esta era a cor da moda e mais conveniente para não se conhecerem as manchas e para eu ver o efeito, ela própria as experimentou diante de mim e eu próprio lhas ajudei a calçar pensando que era a ti que o fazia.

           Pareceram-me muito bem, achei-as um pouco largas em cima, mas ela me garantiu que assim era melhor para meteres as mãos e moveres os dedos mais facilmente.

           Deves pôr-lhe um pouco de pó de talco para escorregar melhor e quando as tirares deves virá-las do avesso para perderem o cheiro característico.

                      

                 Sem mais:

                                 Jafo Dias da Costa Carvalho

publicado por Alegria às 22:51
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.posts recentes

. Curiosidades

. Album de Sabedoria

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

.arquivos

. Setembro 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Dezembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Março 2014

. Janeiro 2010

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.favoritos

. Momento de Poesia

.links
contador de visitas gratis
Contador de Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds