Sábado, 29 de Agosto de 2015
Anedotas

Já Nem Vejo os Casacos

 

Certa vez iam três malucos pela Avenida da República abaixo; quando chegaram ao Marquês de Pombal, um deles disse para irem empurrar a estátua. Os outros concordaram e lá começaram a empurrar. Tanto empurraram, que já estavam cheios de calor e resolveram despir os casacos. Despiram-nos e puseram-nos à beira do passeio. Passou por lá um sujeito e tirou-lhos. Claro que eles estavam todos entretidos a empurrar a estátua, e nem deram por isso.

Ao fim de uma hora de estarem a empurrar, um deles diz:

— Ó pá, isto parece que não anda!

— Anda, sim senhor; eu já nem vejo os casacos!

 

Pastéis Acabados de Sair

 

Uma loira chega à pastelaria.

— Queria um pastel de nata. Quentinho...

O empregado:

— Que sorte tem a menina, acabaram de sair!

— Oh! E quando voltam?

publicado por Alegria às 21:23
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Agosto de 2015
Anedotas

O Bacanal

 

Certo dia veio a Lisboa um alentejano de visita a um amigo, que ao vê-lo

Resolveu levá-lo a um bacanal em casa dum outro amigo que organizava

Tais eventos.

- Começou o espetáculo e o alentejano grita:

- Organizem-se…

O dono da casa acende as luzes pergunta o que se passa e continua o espetáculo.

- O pobre do alentejano volta a gritar:

- Organizem-se…

- Novamente se acendem as luzes… e, continua o espetáculo.

- Terceira vez e o alentejano volta a gritar:

- Organizem-se…

- O dono da casa, acende as luzes e pergunta ao alentejano porque é

que ele fez estas coisas.

- O pobre do alentejano muito triste virou-se para o amigo e comenta:

- Porra… já me foram ao buraco três vezes e eu ainda não comi nada.

 

publicado por Alegria às 22:12
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Agosto de 2015
Anedotas

 

Emigrante Português na Suiça

 

Num hotel da Suíça para esquiadores havia um cartaz informando as condições da neve:

-> Neuchatel, 12 cm, mole;

-> Lausanne, 18 cm, escorregadia;

-> Schaffhausen, 15 cm, consistente.

Ora abaixo alguém escreveu:

-> António Silva (emigrante), 24 cm, dura.

 

Falta de Espaço

 

O túmulo tinha gravado: «Aqui jaz um homem honrado e um grande advogado.»

— As coisas devem estar más — disse o visitante ao coveiro — andam a pôr dois na mesma campa.

publicado por Alegria às 21:54
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Agosto de 2015
Anedotas

 

No Quartel:

 

- Meu tenente, tem aqui o jornal e o troco, disse o soldado, entrando no gabinete

do oficial.

- Não há meio de compreenderes como deves dirigir-te a um superior,

disse-lhe o oficial.

- Vou ensinar-te; fica aí no meu lugar.

- Saindo do gabinete, o oficial bateu à porta, e, quando o soldado lhe respondeu

que entrasse, deparou com ele repimpado na sua cadeira e com os pés em

cima da secretária.

- Dá licença meu tenente? - disse o oficial perfilando-se diante do soldado;

- e a um sinal deste, acrescentou:

- Aqui tem o jornal e o troco.

- Deixa o jornal e guarda o troco, respondeu o soldado.

 

publicado por Alegria às 22:26
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Agosto de 2015
Anedotas

Bilhete de Ida e Volta

 

Uma mulher, com muita pressa, à bilheteira duma estação de caminho-de-ferro:

— Um bilhete de ida e volta, faz favor.

— Para onde? — pergunta o empregado.

— Para aqui outra vez, para onde havia de ser?

 

Comida a Mais

 

Um bêbado diz a outro:

- Amanha faço anos. Gostava que aparecesses para festejares comigo.

- De acordo! Não te preocupes, eu trago tudo o que é preciso.

No dia seguinte, aparece com duas grades de vinho tinto e uma broa. Diz o outro:

- Estás maluco! Para que é a broa?

 

 

publicado por Alegria às 21:46
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Agosto de 2015
Anedotas

Dois mais Dois

 

— Papá: não há direito de porem numa escola um professor que não sabe nada de nada. Pergunta tudo. Calcule, que hoje até me perguntou quantos são 2 e 2!

- E tu que respondes-te?

- Nada.

- Fizeste muito bem. Estás lá para aprender, não para ensinar.

 

Dona Própria

 

A loura ao telefone:

— Está, eu poderia falar com a Dona Marta?

E do outro lado:

— É a própria!

Ela:

— Bom dia, Dona Própria. Eu poderia falar com a Dona Marta?

publicado por Alegria às 18:25
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Agosto de 2015
Anedotas

 

Andar à Roda

 

A lâmpada fundiu-se, a mãe pediu um escadote ao vizinho e o moço desaparafusou-a. O pai mandou buscar outra lâmpada, mas quando o moço voltou, o vizinho do escadote tinha saído.

— Não faz mal — diz o pai —. Eu agacho-me, tu pões-te em pé, em cima de mim, e atarrachas a lâmpada.

Assim fizeram. Mas passou-se um bocado e o moço não saltava para o chão.

— Atão que raio é isto? Já estou cansado desta posição. Que diabo é que estás a fazer?

— Atão o que há-de ser?! Estou à espera que o pai ande à roda!

 

Aquelas Palavras são Dele

 

Estando um pregador a pregar o sermão duma festa numa aldeia serrana, entra um ébrio pela porta adentro e joelha-se em frente do púlpito com muito respeito, e faz as suas orações. A certa altura estava o pregador a pregar, o ébrio levanta a mão direita, com o dedo indicador para o lado do púlpito e disse: «Aquelas palavras são do profeta Isaías do antigo testamento». Calou-se e ficou sossegado. Depois passado algum tempo disse: «Agora aquelas são de S. Mateus».

O pregador já farto de o ouvir disse:

— Ah, seu ébrio, vá-se daqui para fora, está a tirar a atenção aos meus amados ouvintes. Torna o ébrio: «Agora aquelas palavras são dele».

publicado por Alegria às 21:46
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.posts recentes

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. Momento de Poesia

. As más companhias

. O Fontanário

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Dezembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Março 2014

. Janeiro 2010

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.favoritos

. Momento de Poesia

.links
contador de visitas gratis
Contador de Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds